Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Alunos realizam viagem de estudos aos Lençóis Maranhenses
Início do conteúdo da página Notícias

Alunos realizam viagem de estudos aos Lençóis Maranhenses

Alunos do curso técnico em Meio Ambiente estiveram no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses entre os dias 21 e 23 de dezembro.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 04/01/2019 19h16
  • última modificação 04/01/2019 19h16

Entre os dias 21 e 23 de dezembro, alunos do curso técnico em Meio Ambiente do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Alcântara fizeram uma visita de estudos ao Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, em Barreirinhas (MA). Em seus 155 mil hectares, o parque abriga ecossistemas diversos e frágeis, como a restinga, o manguezal, os quais os alunos do Curso Técnico em Meio ambiente Integrado puderam conhecer durante a visita técnica a Barreirinhas.

Os alunos estiveram acompanhados de professores Francisco Ewerton, de Geografia e Raimundo Junior, de Engenharia Ambiental. O grupo visitou no primeiro dia o maior campo de dunas do Brasil, que ocupa 2/3 da área total, constituído de dunas livres e lagoas interdunares, sendo o principal atrativo do Parque Nacional. A ida iniciou com a travessia do rio Preguiças, de balsa, seguindo em veículos com tração 4×4 e finalizou com a contemplação do pôr do sol nos lençóis. No local, foram apresentadas aos alunos aspectos do solo que compõe os campos de dunas e da vegetação de restinga com sua fauna e flora específicas.

No segundo dia, os alunos realizaram passeio de lancha pelo Rio Preguiças, saindo de Barreirinhas até o povoado de Caburé. No percurso, os alunos compreenderam a dinâmica dos manguezais e observaram ao longo de toda extensão do rio as características fisiológicas e adaptações do manque que garantem a sua persistência em áreas alagadas, solo com pouco oxigênio e substrato inconsolado. “O mangue é uma formação de transição entre os ambientes terrestre e marinho, sujeito a regime de marés. Ocorre em áreas costeiras abrigadas, como contornos de baías, estuários, reentrâncias da costa e outras regiões de água pouco movimentadas, onde predomina litoral lodosos”, explica o professor Francisco.

Durante o trajeto os alunos também conheceram a usina eólica localizada no parque, com sua estrutura de torres que sustentam as turbinas de geração de energia. As turbinas estão instaladas próximo à orla da praia, e os alunos puderam compreender os aspectos e impactos ambientais desse tipo de empreendimento comparado a outros tipos de fonte de energia.

Ao fim da visita, os alunos conheceram a cidade de Barreirinhas, com sua estrutura de hotéis, bares e restaurantes, e observaram o artesanato local, composto principalmente do extrativismo da fibra do buriti, palmeira típica da região. Para os professores que acompanharam o grupo, a viagem foi de grande importância, pois muitos assuntos abordados em sala de aula puderam ser vistos em campo.

registrado em:
Fim do conteúdo da página